Blog

Saúde mental indígena é afetada por apagamento de tradições

Invasão de territórios e queima de casas de rezas têm impacto na qualidade de vida e no sono de diversos povos, segundo a psiquiatra Dra. Laura Eiko Uyeno.

Ao conhecer a obra do ambientalista e filósofo Ailton Krenak em um curso de fotografia, a artista visual e psiquiatra Laura Uyeno, de 43 anos, se apaixonou pelas causas indígenas e decidiu concentrar esforços em trabalhar com a saúde mental de comunidades pelo Brasil. “Há muitos tipos de violência contra os povos indígenas. Por exemplo, quando queimam casas de reza e tentam apagar suas tradições, quando invadem seus territórios ou não dão direito a tê-los. Quando não se permite que vivam com as suas maneiras, há um enorme risco de sofrerem de depressão e conflitos de identidade”, conta a médica.

Confira a reportagem completa:https://www.terra.com.br/amp/nos/saude-mental-indigena-e-afetada-por-apagamento-de-tradicoes,5b7a6c90fe9900cb49e9ff7209c3bb29azlp12ld.html